Foi a mais internacional WConnecta de sempre, com 43% das empresas participantes a virem de fora de Espanha.

A 5.ª Edição do Encontro Internacional dos Profissionais do Transporte, que decorreu em Barcelona sob a batuta da Fundação Wtransnet, somou 506 profissionais acreditados, 5 649 entrevistas rápidas, 980 reuniões marcadas com empresas de transporte ofertantes de cargas e a representação de 16 países da Europa e América Latina.

Depois de Espanha, Itália foi o país que teve direito ao maior número de representantes (27%) seguido pela Polónia (17,5%), por Portugal (15%), por França (10,5%) e pela Alemanha (8,7%). Curioso que 42,5% das empresas tenham participado pela primeira vez neste evento.

O modelo deste ano da WConnecta não diferiu em muito das edições anteriores. O conceito continua a ser baseado em “encontros rápidos”, de sete minutos, nos quais os intervenientes têm oportunidade de trocar cartões-de-visita e conhecer pessoalmente outros profissionais do sector. O objectivo, claramente, é criar sinergias e assentar as bases de futuros acordos.

Ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS, Manuel Fontes, area manager da Wtransnet em Portugal, relembrou o trajecto deste evento, que começou há cinco anos com apenas 40 participantes. “Fomos ganhando a confiança dos nossos clientes que hoje já encaram este evento como essencial para as negociações. Repare que a Wtransnet é uma plataforma online fundamental mas impessoal, sem rosto. Aqui são colocadas caras às empresas. São dados apertos de mão entre os nossos associados”.

Manuel Fontes não hesita mesmo em dizer que se online são criados negócios, aqui são feitas reais parcerias e laços de longo prazo. Hoje, em Portugal, a Wtransnet tem uma carteira com 622 clientes.

Ainda no universo da língua portuguesa, a plataforma está a ganhar maturidade no mercado brasileiro. Uma realidade bastante díspar de Portugal, já que na adoção de tecnologias este país sul-americano é pautado por enormes assimetrias geográficas. “É um país imenso, onde em determinadas zonas os motoristas já têm iPads e em outras nem sabem o que isso é”, contou ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS Rui de Brito, o responsável pelo mercado brasileiro.

Obviamente que, devido à dimensão do país, são já cerca de 1 500 os associados brasileiros da Wtransnet. “Ainda estamos no início, apesar de já termos um número superior ao de Portugal. O objetivo é que até 2020 atinjamos os 20 mil clientes”, referiu Rui de Brito.

Paralelamente ao “speed networking”, e tal como na edição anterior, esteve disponível uma área denominada “networking Cargo” onde 48 empresas de transporte ofertantes de carga tinham um espaço no qual se podiam encontrar de forma privada com empresas que previamente lhes tinham solicitado marcação.

A WConnecta Barcelona 2014 também contou com a presença, entre outras autoridades, de representantes de associações de transporte internacionais, como A.N.I.T.A,, de Itália, a portuguesa Antram e a ASTIC, de Espanha.

Gustavo Duarte, presidente da Antram, admite que este tipo de encontros, que fogem do conceito tradicional de “feira”, são bastante importantes para o sector já que “atribuem uma cara a um email”.

Tags:

Comments are closed.