A West Sea deverá terminar em Julho a reconversão do ferry Sicilia, da Baleària, para a propulsão a GNL, anunciou a companhia espanhola.

Nos estaleiros de Viana do Castelo, a West Sea já instalou no interior do Sicilia um tanque com capacidade para 425 metros cúbicos de GNL, que lhe conferirá uma autonomia de 1 100 milhas náuticas

Alimentado a GNL, o ferry da Baleària reduzirá em 30% as emissões de CO2 (“poupando” cerca de 9 100 toneladas/ano) e eliminará as emissões de enxofre e de partículas.

Os trabalhos na West Sea compreendem, além da montagem do depósito, a adaptação dos motores MAN e da casa das máquinas e a instalação de sensores para a monitorização em tempo real dos consumos e das emissões.

A modernização do navio passa ainda pela adopção de tecnologia de “smart ship”, como sejam a disponibilização de rede wifi, WhatsApp, smart TV, acesso aos camarotes com código QR, etc..

Com 186 metros de comprimento, o Sicilia pode transportar mil passageiros e 480 veículos.

A Baleària tem em curso investimentos de 380 milhões de euros em nove navios a GNL, sendo seis remotorizados e três de construção nova.

This article has 1 comment

  1. Parabéns outra vez à west sea por ter mais 1 vez provado que apesar da falência há décadas da LISNAVE é possível ainda em Portugal ter estaleiros navais com a melhor tecnologia e viva aos 2 manos Martins !!