A WestSea vai construir mais dois navios de expedição polar para a Mystic Cruises, de Mário Ferreira, no valor de 118 milhões de euros. O primeiro, o World Explorer, falhou a primeira época na Antárctida.

WestSea não conseguiu entregar o World Explorer a tempo de rumar À Antárctida

O contrato para os dois novos navios de cruzeiro será assinado amanhã, nas instalações dos estaleiros navais de Viana do Castelo.

Tal como o World Explorer, o primeiro navio encomendado pela Mystic Cruises, actualmente em fase de acabamentos, os dois novos navios serão construídos com base no Código Polar, para poderem operar nas águas geladas da Antárctida, e serão equipados com um sistema de propulsão híbrida. A sua capacidade será de 200 passageiros e 112 tripulantes.

No comunicado enviado à CMVM, a Martifer, que detém a WestSea, não detalha a data para entrega das embarcações agora contratadas.

World Explorer atrasado

O World Explorer, o primeiro navio de cruzeiros de expedição encomendado por Mário Ferreira, deveria realizar este mês a sua viagem inaugural e rumar depois à Antárctida, para ali operar ao serviço da norte-americana Quark Expeditions até Abril do próximo ano, regressando depois à Europa.

Mas o atraso na instalação do sistema de propulsão híbrida inviabilizou os planos iniciais, e o navio só deverá estar concluído em Março e iniciar as operações em Abril de 2019.

A Quark Expeditions tem contratado com a Mystic Cruises o fretamento do World Explorer também para a época 2019/2020 na Antáctida.

No entretanto, Mário Ferreira adianta que a época de 2019 na Europa está praticamente lotada, contratada pela Nicko Cruises (também do empresário português).

 

 

Os comentários estão encerrados.