Com a ajuda da Expo Universal, Xangai logrou atingir em 2010 aquilo que já vinha ameaçando nos últimos anos: destronar Singapura da liderança mundial na movimentação de contentores.

O porto de Xangai movimentou no ano passado 29,1 milhões de TEU, o que representa um crescimento homólogo de 16,3%. O suficiente para superar Singapura, que terá crescido cerca de 10%, para os 28,4 milhões de TEU, de acordo com números ainda provisórios.

O porto chinês superiorizou-se ao rival a partir de Abril (com a excepção de Outubro), em parte devido ao impulso provocado pela realização da Exposição Universal naquela cidade. Até Novembro acumulou um crescimento de mais de 17% mas em Dezembro já se ficou pelos 3,2%.

Para o ano corrente, analistas estimam que Xangai cresça abaixo dos 10%, por causa do abrandamento das trocas entre a R.P. China e a Europa. O tráfego mundial de contentores deverá aumentar apenas entre 7% e 8%, contra os 14% de 2010.

Na comparação entre Xangai e Singapura, há quem realce as diferenças entre os dois, com vantagem para o porto da cidade-estado, precisamente pelo seu papel de porto de transhipment, para a região e para o mundo, ao passo que Xangai está mais dependente da economia chinesa.

No terceiro posto do ranking mundial manteve-se Hong Kong, com 23,6 milhões de TEU movimentados, mais 13% que há um ano mas ainda assim abaixo do recorde de 24,5 milhões de TEU de 2008.

No quarto lugar ficou Schenzen, agora mais perto do terceiro, com 22,5 milhões de TEU contabilizados, mais 23% que em 2009.

Comments are closed.