Umas poucas dezenas de milhar de TEU terão sido suficientes para o porto de Xangai destronar Singapura da liderança entre os portos mundiais na movimentação de contentores.

Nos primeiros oito meses do ano o porto de Xangai movimentou 19,06 milhões de TEU, ao passo que Singapura se ficou pelos 19.01 milhões de TEU.

Em termos homólogos, Xangai cresceu 19,1%, animado pelo incremento das exportações da R.P. China para a Europa e para a América do Norte, enquanto Singapura progrediu apenas 13%.

Os números são o que são, mas ainda assim alguns analistas chamaram de imediato a atenção para o facto de as realidades dos dois portos não serem directamente comparáveis. Isto porque, precisamente, o porto chinês viveu fundamentalmente do “boom” das exportações do país, ao passo que o enclave da cidade-estado desempenha um papel relevante, enquanto porto de transhipment, no tráfego de contentores para todo o Sudoestes asiático.

Os portos asiáticos têm vindo a acentuar o domínio do ranking dos maiores portos mundiais na movimentação de contentores. Entre os europeus, apenas Roterdão resiste.

Os comentários estão encerrados.