A pretensão da Yilport de explorar o terminal de contentores de Taranto, Itália, tem a oposição do consórcio Southgate Europe Terminal, que no ano passado se candidatou a fazer o mesmo.

Southgate Europe Terminal contesta concessão da Yilport em Taranto

Duas sociedades pronunciaram-se, no âmbito da consulta pública promovida pela autoridade portuária, sobre a intenção da Yilport Holding operar o terminal de contentores de Taranto (e não só).

De acordo com o comunicado emitido pela Autoridade do Sistema Portuário do Mar Jónico, a Italcave Spa, operador portuário com actividade em Taranto, apresentou “observações” à concessão à Yilport do “Molo Polisettoriale”, enquanto o consórcio Southgate Europe Terminal manifestou a sua “oposição” ao processo.

A autoridade portuária não detalhou os argumentos das partes, que serão agora objecto de análise para posterior decisão sobre a proposta apresentada pela Yilport.

O Southgate Europe Terminal, uma joint-venture entre a Zeta System (transitário e operador logístico) e a Taranto Iniziative Produttive (transporte de cargas de projeto), apresentou no final do ano passado uma proposta para a concessão, por um prazo de 30 anos, de uma área de 350 mil metros quadrados no “Molo Polisettoriale” (que dispõe de cerca de um milhão de metros quadrados) e de uma frente de cais de 900 metros (num total de 1,8 km).

O objectivo era apostar praticamente em todos os tráfegos, desde logo contentores e ro-ro, mas também carga fraccionada e granéis. Porém, o projecto de investimento acabou por não vingar junto da autoridade portuária.

A Yilport Holding, por seu turno, propõe-se duplicar a capacidade do terminal de contentores (actualmente de dois milhões de TEU)  em dez anos, investindo desde logo em pórticos de cais, em RMG e no software de gestão de terminais da Navis. A ideia é desenvolver as vertentes de terminal de gateway e de terminal de transhipment. Mas também apostar nas operações de granéis, project cargo e ro-ro.

» Yilport mais perto do terminal de Taranto

Comments are closed.