A Yilport, que detém os terminais de contentores nacionais que eram da Tertir, encomendou 24 novos pórticos – seis pórticos de cais (STS) e 18 de parque (e-RTG) – para o terminal de Puerto Bolivar, no Equador.

Yilport investe na expansão do terminal do Equador

A encomennda foi colocada junto da Mitsui E&S Machinery como parte de projecto de modernização e expansão do primeiro terminal de águas profundas do Equador.

Os pórticos serão entregues em três fases. A primeira, de dois STS e seis e-RTG, ocorrerá no último trimestre de 2019. A segunda e terceira fases, que incluirão quatro guindastes STS e 12 e-RTG, estão agendadas para o primeiro semestre de 2020.

Os primeiros dois guindastes STS terão um alcance de 62 metros e 22 filas de contentores, tendo sido projectados para operarem navios de 14 mil TEU. Os demais pórticos STS terão uma capacidade de alcance de 67 metros e 24 filas, o que lhes permitirá lidar com mega-navios de até 20 mil TEU.

“Quando adquirimos a Yilport Puerto Bolívar, comprometemo-nos a levar tecnologia, infra-estruturas e equipamentos de última geração para o Equador. O desenvolvimento é uma tarefa que, para nós, nunca está finalizada, por isso estamos muito felizes em capacitar o nosso terminal com o equipamento mais avançado do mundo da Mitsui”, disse, citado em comunicado de imprensa, o presidente da Yilport Holding, Robert Yuksel Yildirim.

 

 

Este artigo tem1 comentário

  1. POR CULPA EXCLUSIVA DA MINISTRA DO MAR A YILPORT NÃO INVESTE EM PORTUGAL, NEM EM LEIXÕES NEM EM LISBOA PARALISADA PELAS GREVES DOS ESTIVADORES COMUNISTAS !!