Yilport entra em Itália por Taranto

A Yilport Holding já assinou com a Autoridade Portuária de Taranto o contrato de concessão do terminal multiusos por um período de 49 anos.

Com Taranto a Yilport chega aos 22 portos

A notícia tinha sido adiantada pelo presidente da holding turca na sua conta no Twitter e foi hoje confirmada em comunicado oficial. A Yilport vai assumir todas as operações no terminal multipurpose de Taranto, apostando desde logo na movimentação de contentores.

Com mais este contrato, a Yilport passa a estar presente em 22 portos. E dá mais um passo na sua estratégia para chegar aos dez maiores operadores de terminais de contentores do mundo até 2025 (actualmente ocupa o 12.º lugar no ranking da Drewry).

Citado no comunicado, Robert Yildirim sublinha a forte presença da Yilport no Mediterrâneo, em Malta e também em Portugal e Espanha, dizendo que a entrada em Itália preenche uma lacuna no network global em construção.

Há cerca de um ano, a Yilport apresentou ao Porto de Taranto uma proposta para investir e operar o Molo Polisettoriale do porto local, com uma área de 100 hectares e uma frente de cais de 2 000 metros.

O objectivo, então, como agora, era operar nos segmentos da carga contentorizada, ro-ro e granéis sólidos.

O terminal de Taranto foi operado até 2015 por uma joint-venture entre a Hutchison e a Evergreen como hub de transhipment. Em 2006 chegou a movimentar 900 mil TEU.

Agora a Yilport propõe-se atingir os quatro milhões de TEU/ano.

Comments are closed.