Ainda no primeiro semestre do próximo ano, os terminais de contentores da Liscont e do TCL disporão dos primeiros RTG automatizados, adquiridos pela Yilport.

Há menos de duas semanas, a Yilport Holding anunciou ter contratado com a Konecranes a compra de 12 eRTG para os seus principais terminais de contentores portugueses. Agora, a companhia que fornecerá os equipamentos deu conta que os novos pórticos de cais serão da nova geração de RTG eléctricos e automatizados.

Segundo a Konecranes, os sistemas a fornecer em Lisboa e em Leixões serão constituídos, cada, por seis ARTG (de Automated Rubber Tired Gantry), capazes de movimentar contentores em até seis alturas e em até sete larguras + 1 corredor de camião (seis larguras + 1 corredor no caso de Leixões).

Todas as máquinas disporão do sistema Active Load Control (ALC), que elimina as oscilações dos contentores e, logo, aumenta os ritmos e a produtividade.

Sendo automatizados, os RTG poderão ser operados à distância, para o que os terminais da Liscont e do TCL serão equipados com quatro estações de controlo remoto (ROS).


De acordo com o recente da Yilport Holding, no qual o presidente do Grupo Yildirim anunciou a nova estratégia da holding, os equipamentos destinados à expansão dos terminais de Lisboa e Leixões deverão ser entregues na primeira metade de 2020. O contrato de aquisição foi formalizado em Dezembro passado.

Para breve estará a assinatura da compra de quatro pórticos de cais (STS) com um alcance de 22 filas de contentores. Deverão ser entregues no primeiro trimestre de 2022, acrescentou o comunicado.

 

This article has 1 comment

  1. O terminal da Liscont em Alcantatara tem tecnologia com 50/60 anos ultrapassado !