A primeira fase de expansão de Puerto Bolívar (Equador), concessionado à Yilport Holding, ficará concluída em Maio próxima.
DCIM100MEDIADJI_0051.JPG

A holding turca, que em Portugal controla os terminais que eram da Tertir, anunciou o arranque das dragagens que garantirão fundos de -10 metros no canal de acesso ao porto. E haverá quatro postos de atracagem que ficarão já com fundos de -12,5 metros.

Em simultâneo, decorrem as obras de construção de 400 metros de cais, que terá fundos de -14 metros para poder operar navios de maiores dimensões.

Assim termine a primeira fase, avançará a segunda fase de expansão do porto equatoriano, num investimento global de 230 milhões de dólares.

A Yilport Holding assumiu a concessão por 50 anos de Puerto Bolívar em Março do ano passado.

 

This article has 1 comment

  1. Se a MINISTRA DO MAR tivesse renegociados as 3 concessões portuárias a longo prazo (10,20,30anos) como fazem lá fora, a concessionária dos 2 portos, Matosinhos & Aveiro e Lisboa & Setúbal já estava a dragar os respectivos calados que são baixíssimos, aproximadamente – 10 metros, o que no sec XXI é simplesmente ridículo,ENGª ANA PAULA VITORINO,