A Yilport Holding vai desenvolver no Puerto Bolívar, no Equador, o maior terminal de contentores da costa do Pacífico da América Latina. O contrato de concessão foi assinado esta semana.

Yilport-Inks-50-year-Concession-for-Ecuadors-Puerto-Bolívar

A holding para o negócio portuário do Grupo Yildirim, que adquiriu os activos do grupo Tertir no sector, compromete-se a investir cerca de 750 milhões de dólares para construir um terminal capaz de receber os maiores navios porta-contentores e movimentar 2,5 milhões de TEU/ano.

O projecto desenvolver-se-á em cinco fases. A primeira demorará três anos e implicará um investimento de 230 milhões de dólares, na construção e equipamento de um novo cais de 450 metros e no aumento dos fundos, de -10 para -14 e depois para -17 metros.

A Yilport venceu o concurso para a concessão de 50 anos ainda em 2015. O acordo preliminar foi assinado em Fevereiro último mas a formalização do contrato demorou mais do que o inicialmente previsto.

Com mais este investimento, a Yilport reforça a sua presença na costa do Pacífico da América Latina, onde já está no Peru, com a concessão do porto de Paita, mercê da compra da Tertir.

O Puerto Bolívar torna-se o 21.º terminal da Yilport, que está apostada em entrar no top 10 mundial dos operadores de terminais em 2025. A compra da Tertir garantiu-lhe a entrada no top 20.

 

 

Os comentários estão encerrados.