A ZIM anunciou a adesão à TradeLens, a plataforma de blockchain lançada por Maersk e IBM no ano passado.

O anúncio é um facto importante, já que a ZIM é, a par da PIL, a única companhia marítima de transporte de contentores concorrente da Maersk a integrar a Tradelens até ao momento.

A TradeLens é um sistema de transmissão de documentação desmaterializada com base na tecnologia blockchain, projectado para reduzir a burocracia e aumentar a fiabilidade entre transportadores, transitários, autoridades alfandegárias e autoridades portuárias.

O projecto de IBM e da Maersk arrancou em Agosto de 2018 com 94 parceiros, entre os quais 20 portos e operadores de terminais. Até à data, mais de cinco milhões de serviços foram registados na TradeLens por mais de 60 membros da rede e 100 membros do ecossistema total. Espera-se que a ZIM comece a contribuir com dados para a plataforma antes do final do terceiro trimestre de 2019.

“O que torna a solução tão eficaz” é, segundo Mike White, responsável pela TradeLens na Maersk, “a sua capacidade de fornecer” às companhias benefícios digitais “ao mesmo tempo” que lhes permite que “mantenham as suas vantagens competitivas” face à concorrência. “Quanto mais operadores e outros membros do ecossistema se juntarem à plataforma, mais próximos estaremos de trazer uma nova era ao comércio global”, acrescentou, citado em comunicado.

“Estamos muito satisfeitos em ingressar na TradeLens, como parte de nossa visão de estar na vanguarda da inovação digital no transporte marítimo. A ZIM defende uma abordagem pró-activa de promoção e investimento em soluções digitais inovadoras, como a pioneira iniciativa de carta de porte electrónica baseada em blockchain, em colaboração com a Wave Inc, e o recente investimento na Ladingo, uma solução inovadora de e-commerce”, referiu, por seu turno, Eyal Ben Amram, CIO da ZIM.

 

Tags:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*