A ZIM propõe-se generalizar a sua blockchain nas rotas América do Norte-Mediterrâneo e Ásia-África do Sul já no corrente trimestre.

A ZIM anunciou que o projecto de blockhain que tem em curso vai entrar numa nova fase. Após ter completado dezenas de transportes com clientes seleccionados, a companhia israelita vai estender a tecnologia a todos os clientes em algumas rotas.

“Tendo ganho considerável experiência com esta tecnologia revolucionária, estamos, agora, a avançar [no projecto]. Faz parte do nosso compromisso maximizar a digitalização e, ao mesmo tempo, melhorar os nossos níveis de atendimento ao cliente e fomentar as relações com os clientes”, afirmou a propósito o responsável de TI da ZIM, Eyal Ben-Amram.

A companhia planeia, no primeiro trimestre de 2019, implementar a tecnologia blockchain nas rotas Ásia-África do Sul e América do Norte-Mediterrâneo. A ZIM justifica a escolha dessas rotas devido às suas diversas actividades e múltiplos operadores envolvidos.

No ano passado, após o anúncio, efectuado em Novembro de 2017, do projecto-piloto de desmaterialização da Bill of Lading (B/L) com recurso à blockchain, a ZIM e alguns de seus clientes testaram a nova plataforma em várias rotas marítimas.

O projecto-piloto, que conta com a cooperação da Wave Ltd e da Sparx Logistics, é considerado um sucesso pela companhia de Israel.

A ZIM sustenta que “a tecnologia blockchain pode não apenas substituir o papel, mas também melhorar as actividades actuais que dependem de e-mails, fax e outras ferramentas existentes”.

 

Tags:

Comments are closed.