A ZIM investiu na plataforma de comércio electrónico Ladingo, que oferece uma solução de transporte de mercadorias volumosas para o mercado B2C.

Fundada em Janeiro de 2018, a Ladingo tem como objectivo permitir que lojas online vendam produtos como móveis, bicicletas, equipamentos de ginástica ou equipamentos de jardinagem a clientes internacionais com uma solução de partilha de contentores. A companhia de comércio electrónico está, no presente, a testar este sistema com vários clientes nos EUA.

As compras internacionais de e-commerce B2C dependem, quase em exclusivo, de entregas por via aérea, o que limita o tamanho e o peso das encomendas, de acordo com a companhia de transporte marítimo israelita.

“Vemos um potencial tremendo na plataforma da Ladingo, proporcionando uma inovação que simplifica o processo complexo da cadeia de abastecimento até ao endereço dos utilizadores finais. Acreditamos que desenvolvimentos como a Ladingo levarão a uma mudança significativa no comércio global. A ZIM esforça-se para ser líder na promoção desses processos”, indica o vice-presidente de apoio ao cliente da ZIM, Assaf Tiran.

“Quando se trata da revolução que estamos a liderar, a localização, o tamanho e o peso do item não têm significado e não há mais necessidade de stock. Perspectivando o que pode suceder dentro de alguns anos, todos compraremos directamente de vendedores ou fabricantes no estrangeiro – sem intermediários”, refere, em comunicado, o CEO da Ladingo, Hagar Valiano Rips.

Antes do investimento da ZIM, a Ladingo fechou uma ronda de financiamento de um milhão de dólares (878 milhões de euros).

Tags:

Comments are closed.