O governo do Zimbabué está a negociar com potenciais investidores um projecto de uma nova ligação ferroviária a um novo porto a norte do da Beira, em Moçambique.

Moçambique - Linha de Machipanda

A informação foi avançada pelo ministro de Desenvolvimento de Infra-estruturas e Transportes, do Zimbabué, em declarações ao”The Herald”.

Obert Mpofu afirmou que o governo está a estudar diversas propostas apresentadas por empresas potencialmente interessadas e, em simultâneo, “envolvido em negociações com potenciais promotores do projecto.”

“Identificámos alguns potenciais promotores, as propostas estão a ser estudadas e mal haja uma selecção, nomeadamente dos financiadores, avançaremos com o projecto”, disse ainda o ministro ao jornal.

Obert Mpofu adiantou não estar, no entanto, decidido qual o modelo a ser aplicado neste projecto, se um regime de concessão ou de parceria público-privada.

Nas declarações ao “The Herald”, o ministro do Zimbabué não mencionou qual o papel de Moçambique neste projecto, nem se ocorreram já conversações com o governo moçambicano.

Actualmente, a Linha de Machipanda é a única ligação ferroviária entre Moçambique, o Zimbabué e a Zâmbia.

Harare, capital do Zimbabué, dista de Durban, cidade portuária na costa oriental da África do Sul, 1 675 quilómetros ou 20 horas por estrada, enquanto a ligação à Beira, por exemplo, é de 550 quilómetros ou oito horas por estrada.

 

 

Os comentários estão encerrados.